A Lenda da Iara

(Encontramos lenda semelhante na Grécia antiga. Quando Ulisses manda os marinheiros tamparem os ouvidos para não ouvir o canto sedutor das Sereias (mito grego com cabeça de mulher e corpo de peixe).

Na mistura cultural que ocorreu no Brasil, a histórias das sereias trazidas pelos europeus, fundiu-se com mito do Ipupiara, (homem-peixe muito feroz, que ataca os homens e sai da água para matá-los). A junção da Sereia com o Ipupiara ganha então o nome Iara que significa “Senhora das Águas”.

Nas margens do rio Ariaiú, um dos mais lindos, caudalosos e fortes da Amazônia, vivia uma linda índia de cabelos negros como a noite, olhos penetrantes como a lança, de sorriso provocador e canto inebriador. Vivia nas profundezas do rio, e todos os dias no fim da tarde vinha a tona cantar.

Seu canto era ouvido por toda floresta, sua voz inebriava os homens que se apaixonavam perdidamente. Seu nome era Iara. Um dia o índio Upira, forte e valente guerreiro, subia rio acima quando ouviu sua voz. Upira sabia que não era sensato se deixar levar por esse canto, embora inebriado, conseguiu resistir e foi-se embora com o coração tremendo.

Dias depois, voltava da pesca quando foi novamente surpreendido pelo canto da índia. Dessa vez foi tomado por uma visão. Iara tinha um corpo reluzente tão forte que Hipnotizou o guerreiro. Upira esqueceu-se de quem era, do que fazia, de onde vinha e para onde ia, corria um grande perigo mas não percebia. Acordou mito tempo depois, completamente dominado.

Na aldeia ninguém conhecia mais Upira, não caçava, não pescava, andava calado entristecido. Passava todo o tempo pelos igarapés esperando por Iara.

Uma noite ouviu o canto da Iara lhe chamando, ela surgiu a sua frente luminosa, mas seu bom senso lhe dizia: Fuja do abraço dessa índia, ele significava a morte.

Upira resistiu, o brilho da Iara desapareceu e ele voltou para sua aldeia muito mais triste.

Seu coração estava completamente dominado pela índia, mas sua mente não.

Seu povo procurava distraí-lo, contavam histórias, cantavam canções. Upira travava uma batalha contra os encantos da Iara. Finalmente conseguiu vencer. Um dia pescava no Rio Negro quando viu a sombra de um índio vagando sem rumo... esse não resistiu aos encantos da Iara.

Você Sabia?

Histórias indígenas e suas lendas falam de como o mundo surgiu, dos astros, dos fenômenos da natureza e explicam a vida na visão dos índios.

Fale Conosco:
Envie uma mensagem AQUI

Ligue:

71-99301-1000

  • youtube
  • facebook
  • instagram

CONHEÇA MAIS UM POUCO DAS NOSSAS REDES SOCIAIS